Venture Capital, Private Equity e M&A – Klooks Deal Scouting BR: Banco Neon

De tempos em tempos postamos empresas legais para a turma do Venture Capital, Private Equity e M&A conferir. Nossa intenção é mostrar como nossas ferramentas podem ser úteis em encontrar informações interessantes – somos a maior base de demonstrativos financeiros de capital fechado do Brasil, com informações de S/As e também de LTDAs.

Tenho interesse na base de dados

Recentemente o Banco Neon fez uma captação de R$ 1.6 bi junto ao General Atlantic, Black Rock e PayPal, divulgada no início de Setembro. O banco (ainda) é uma empresa de capital fechado e atua como banco digital PF e PJ com conta digital, cartão de crédito/débito, empréstimo pessoal e está maturando uma operação de investimentos que será turbinada pela recente aquisição da corretora Magliano (em Julho/2020). O valuation não foi divulgado mas, independente de seu valor, parece audacioso para uma empresa que teve receita líquida R$ 24 milhões em 2019 com prejuízo líquido de R$ 105 milhões receber um investimento desta monta. Neste link disponibilizamos o demonstrativo financeiro 2019 completo, o prejuízo teve como principais propulsores:

  • Custo dos serviços: R$ 43 milhões sendo 17m em manutenção da conta digital, 16m em serviços de design e entrega de cartões, 6m em processamento de dados e o restante em outros.
  • Despesas com pessoal: R$ 61m
  • Despesas com vendas: R$ 56m sendo 55m em marketing
  • Despesas administrativas: R$ 41m sendo 19m em suporte técnico de informática, 10.7 em consultoria, 4m em advogados e o restante em outros.

Com certeza o fato de terem atingido 9.5 milhões de contas em Julho/20, triplicando o número de contas em 12 meses ajudou a justificar o valuation, sem contar que é um mercado de proporções colossais. Mesmo assim é desafiador num negócio que tem 66% de sua receita aplicada na impressão de cartões.

Fazendo um paralelo com o Nubank, ambos são cash-burners, mas a receita por cliente da Neon aparenta ser bem inferior:

  • Nubank 2018: R$ 33/cliente (5.9m de clientes segundo a Época Negócios e 199m de receita de acordo com o balanço publicado disponível neste link)
  • Nubank 2019: Os mesmos R$ 33/cliente (16 milhões de clientes e 528m de receita líquida de acordo com o balanço citado acima)
  • Neon 2019: Algo entre R$ 7.26/cliente e R$ 12/cliente (algumas fontes sugerem 2m de usuários outras 3.3 milhões de contas abertas em Novembro/19 quando aconteceu o Series B)

Obs: (1) A característica do crescimento durante o ano pode afetar estes indicadores e eventualmente beneficiar o indicador da Neon, que em receita cresceu 386% em 2019 versus 165% da Nubank. (2) Como receita consideramos somente a receita da intermediação financeira, o que penaliza consideravelmente o Nubank uma vez que a maior parte da sua receita vem da prestação de serviços e outras receitas operacionais que, se consideradas no indicador, levam a receita por cliente para a casa dos R$ 120-130 / ano – o Neon não demonstra ter outras receitas relevantes em seu demonstrativo.

Se gostou e quer se inscrever em nossa newsletter de Deal Scouting, é só clicar aqui!

Se tiver interesse em conhecer nossos serviços e ter acesso a nossa base de dados, entre em contato conosco clicando aqui 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *